terça-feira, 21 de novembro de 2017

Portugal Católico de José Eduardo Franco , 2017

 
«A presente obra não visa constituir mais uma contribuição erudita ou edificante de retrospetiva histórica; pretende, antes, traduzir-se num fundamentado quadro da condição atual do catolicismo em Portugal. Tem, pois, por intuito primordial pôr em evidência, com visão realista dos sinais de vitalidade e das limitações, as múltiplas facetas e as dinâmicas contemporâneas da comunidade católica nos vários domínios da vida da sociedade portuguesa. Enfim, trata-se de fazer o ponto da situação das presenças e ausências, dos acertos e desacertos, das forças e fraquezas das perspetivas cristãs, através de um discurso de rigor e numa escrita capaz de chegar a um vasto público de leitores católicos e não católicos, de vários estratos socioculturais. Graças a colaboração de dezenas de autores, vindos de diferentes gerações e sectores, com distintas formações e opções entre os leigos, com várias sensibilidades espirituais entre os consagrados, esta obra constitui-se em polifonia sobre as mais representativas faces do catolicismo em Portugal no século XXI - vozes condensadas na dicção de duas centenas de textos breves, intercalados com larga componente imagética.»21 de novembro 2017

 

 

D. Manuel Clemente apresenta a obra «Portugal Católico»

Lisboa, 21 nov 2017 (Ecclesia) - O cardeal-patriarca de Lisboa vai apresentar hoje obra ‘Portugal Católico’, na qual sublinha a “tensão criativa” entre catolicismo e sociedade na história portuguesa.
“Toda a tradição católica vive desta tensão, conhecendo sucessivos movimentos de reforma que lhe lembram um Reino que não é deste mundo, como o próprio Cristo acentuou, mas que nem por isso quis fora do mundo”, escreve D. Manuel Clemente no prelúdio da obra.
“O nosso património sociocultural e institucional, cujas variadas expressões esta obra recolhe na atualidade a que chegamos, manifesta essa tensão nas artes e nas letras, nos claustros e no mundo, na ciência, na economia, na vida sociopolítica”, acrescenta.
O livro ‘Portugal Católico’, com cerca de 800 páginas, representa, segundo os coordenadores do projeto, “uma radiografia abrangente da Igreja Católica” e “uma espécie de dicionário enciclopédico do catolicismo contemporâneo português”.
D. Manuel Clemente sublinha que a tradição cristã é a mais presente na “totalidade sociocultural” de Portugal, desde a arte à organização social.
“Fala-nos de um Deus que tanto nos transcende como nos incarna, tomando em Jesus a condição humana em que ganha rosto, voz e companhia”, realça.
No livro ‘Portugal Católico’ abordam-se temas do âmbito da teologia, da pastoral, do eclesial, da medicina, da política, da justiça, da sociedade, do ambiente, da música, da arte, da comunicação social, do turismo, da educação, da solidariedade e do desporto.
Uma edição especial foi entregue ao Papa Francisco, a 20 de setembro; esta tarde, o livro  é lançado na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa pelo cardeal-patriarca e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. Manuel Clemente, e pelo presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.
A sessão conta ainda com a atuação dos artistas Rão Kyao, Cuca Roseta e Teresa Salgueiro.
Novas sessões de apresentação vão decorrer a 28 de novembro, no Porto, no Museu da Misericórdia, pelas 17h15, e em Braga no dia 30, no Museu Pio XII, a partir das 21h15.
www.agencia.ecclesia.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário